You are currently viewing Abrir mão de algumas coisas e evoluir – 2 Dicas Práticas

Abrir mão de algumas coisas e evoluir – 2 Dicas Práticas

Como abrir mão de algumas coisas e evoluir?

Um novo ano está prestes a iniciar. É muito comum que haja reflexões, numa espécie de retrospectiva, sobre os últimos meses, não é mesmo?

Tudo é posto em uma balança: os erros e os acertos. As metas atingidas e o que teve de ser modificado, por algum motivo.

Tudo isso é valioso, afinal de contas, olhar para trás e ver como as coisas aconteceram pode trazer inúmeras sensações. Inclusive, em um ano como este, onde o mundo todo se deparou com um cenário único e desafiador, em virtude da Covid-19.

Aquilo que não foi conquistado ou realizado pode ganhar um novo olhar em 2021. Se a profissão ficou em segundo lugar, o que pode ser feito para melhorar este setor? Se o que você almejava profissionalmente não foi conquistado, será que não é uma boa época para refazer os planos ou até mesmo alinhar o seu planejamento profissional?

Questione-se: Estou investindo nas atividades certas? Rever habilidades, aptidões e iniciar uma nova jornada ou até mesmo melhorar o que já está em seu caminho pode ser um processo com resultados satisfatórios e esclarecedores.

Neste artigo vamos explorar o assunto, abordando os seguintes tópicos:

● O tempo como aliado
● Desafio da produtividade: Menos é mais

Continue lendo e saiba mais!

O TEMPO COMO ALIADO

Vou te fazer três perguntas cruciais e que podem te nortear sobre a essencialidade das suas coisas:

O que te inspira profundamente?

Qual é o seu talento especial?

O que atende a uma necessidade especial do mundo?

Quando você tem as respostas para estas perguntas, fica muito mais fácil chegar a um entendimento sobre quais são suas reais necessidades, tendo como foco o que é primordial e imediatamente deixando de lado o supérfluo.

As pessoas veem a produtividade como fazer mais em menos tempo. Mas não é bem assim. Do que adianta engatar a marcha e fazer as coisas como se não houvesse amanhã, se sentindo sobrecarregado e, se no fundo, você sente como se não tivesse saído do lugar? Ser produtivo não é produzir o tempo todo, mas sim usar o tempo que se tem para produzir com qualidade.

Quando concentra-se no tempo, com foco e energia em um determinado assunto que é essencial, o resultado é muito mais expressivo, sem grandes esforços. Além disso, estar bem mentalmente para quando esse momento chegar também ajuda – e muito! Lembre-se: menos é mais.

Pode parecer uma tarefa difícil, pois na maioria dos casos, especialmente nos dias de hoje, onde a urgência e os prazos predominam, busca-se fazer tudo no menor tempo possível.

Mas… Isso não quer dizer que você está sendo produtivo. Até porque, com tantos afazeres, tantas tarefas, para serem realizadas em um curto de espaço de tempo, sobra justamente pouco tempo para si e para observar o que está sendo feito. Então, a cobrança pelo imediatismo pode se mostrar como um ponto contra você.

Pró + Performance

DESAFIO DA PRODUTIVIDADE: MENOS É MAIS

Aqui lançamos um desafio: o que você NÃO vai conseguir fazer em um dia?

Para entregar o que é realmente importante é preciso abrir mão de algumas coisas. Mais do que isso, é preciso aprender a abrir mão daquilo que não pode ser feito.

Você pode pensar “Mas espera aí, Pró + Gestão! Como assim? Eu tenho ferramentas que vão me ajudar. Eu uso o aplicativo X que auxilia a otimizar o tempo e a atingir mais resultados. E também, não me custa nada ficar até mais tarde e fazer, eu dou um jeito”. Isso é ótimo!

Existem milhares de recursos que podem tornar os processos mais rápidos, realmente. Mas, quem comanda tudo isso, inclusive a sua mente e o seu tempo, é você.

Está tudo bem em não dar conta das milhares de atividades que você tem a fazer no dia de amanhã.

Mas é importante ter clareza em saber qual é a urgência de cada uma delas e que administrá-las com o bom uso do tempo não vai causar nenhum dano a você ou aos projetos que devem ser concluídos.

Distribua as tarefas. Pontue as demandas por prazos, necessidades, datas de entrega. Não deixe tudo para a última hora. O bom uso do tempo pode te recompensar com horas livres para aproveitar melhor o seu dia e se dedicar às suas atividades de lazer e bem-estar.

Deixar para trás velhos costumes, velhos hábitos, antigos pensamentos e conduta, a preocupação e o medo pode ser libertador.

Por isso, aproveite o novo ciclo que está iniciando e olhe para a sua trajetória de forma amorosa e respeitosa e pergunte-se: O que não deve mais estar aqui? Como posso ser mais produtivo sem me sentir sobrecarregado? E lembre-se sempre que o tempo é seu amigo. Quem o administra é você.

Está passando por esse processo de reflexão? Conta pra gente nos comentários. Vamos adorar saber como está sendo a sua experiência!


Leia também:

Mudanças e transformações: Como se preparar?

O que é preciso para ser um bom gestor? 7 dicas práticas

Carreira: quando dar um novo passo?