You are currently viewing Não tenha medo das mudanças. Elas podem ser mais benéficas do que você imagina

Não tenha medo das mudanças. Elas podem ser mais benéficas do que você imagina

Você já deixou de seguir em frente ou de dar o primeiro passo por medo? Já se sentiu paralisado, com receio do novo, das mudanças? Se a resposta for sim, esse artigo é para você.

Os movimentos de mudanças fazem parte da vida de todos. Ciclos se fecham para outros serem iniciados.

E nesses processos, muitas vezes, o medo se faz presente.

Ele serve como uma espécie de advertência, um alerta que previne experienciar algum tipo de perigo e que garante a sobrevivência de todos os seres vivos.

Mas, em muitos casos, ele pode se tornar um obstáculo. Isso porque o medo pode ser real ou não, sendo um estado emocional de aflição, a espera de que algo possa acontecer, sem nem mesmo saber exatamente o que é.

Ao se deparar com a ideia de algo novo, a mente humana emite sinais e alertas que acabam por provocar certa ansiedade.

“Será que vai ser bom?”

“Será que estou no caminho certo?”

“E se eu deixar pra lá?”

Todos esses pensamentos bloqueiam qualquer tipo de manifestação que possa dar início a alguma coisa, que possa mover os pés em direção ao primeiro passo. E todo esse bloqueio vem de dentro de cada um, tendo a mente como morada.

Imagine os seguintes cenários: você está em um relacionamento conturbado, mas tem dificuldade em sair, pois já está acomodado de alguma forma.

Você está em um emprego, onde não é reconhecido, com baixa remuneração e sem possibilidade de crescimento. Mas você não toma uma atitude, pois precisa pagar as contas do mês seguinte.

E assim segue insatisfeito, desmotivado e realizando as atividades no piloto-automático. Você almeja empreender, mas fica travado ao imaginar a possibilidade de que possa dar errado, perdendo o dinheiro que investiu ou ainda não obtendo lucros com a sua empresa. Tudo isso em virtude do medo. O medo de mudar.

Por isso, nesse artigo, separamos algumas informações essenciais para te ajudar nesse processo de compreensão das mudanças. A ideia é que você consiga se organizar e ver um lado bom nas possibilidades, mesmo diante das dificuldades que possam surgir no caminho. E que ainda consiga melhorar a sua situação atual, através da reflexão. Vem com a gente!

1 – DEFINA SEUS OBJETIVOS

Onde você quer estar daqui a 5 anos?

E em seis meses?

Quais são seus sonhos a longo, médio e curto prazo?

Onde você deseja estar? Quais metas pretende atingir?

É válido lembrar que quando falamos de meta, nos referimos também às pequenas e grandes mudanças pessoais, aquelas que nos farão evoluir de algum modo.

Ter isso em mente pode ser um grande facilitador na tomada de decisões.

Você pode planejar tudo isso em uma agenda, um caderno ou no bloco de anotações do celular ou computador.

Seja como for, é imprescindível ter uma conversa honesta consigo mesmo, avaliando o que já passou e prospectando o que está por vir. Aqui você poderá visualizar com mais transparência onde errou e como pode acertar no futuro.

Seja seu guia e encontre a sua bússola interna, de modo que seja fácil acessá-la.

Saber aonde se quer chegar é meio caminho andado para iluminar o seu caminho e até mesmo as suas perspectivas. Sempre que o medo bater à sua porta, atenda, mas não o deixe entrar.

2 – PLANEJE-SE

Como dissemos anteriormente, planejar e pensar em estratégias é o primeiro e o mais importante passo a se dar quando falamos sobre mudanças.

Com uma boa organização das ideias será possível reduzir (ou até mesmo eliminar) as expectativas e acabar com o medo do novo.

Faça pesquisas sobre sua nova área de atuação, caso venha a mudar de emprego. Estude o mercado se quiser abrir uma empresa. Mantenha-se atualizado se a ideia for melhorar as suas habilidades dentro da sua profissão.

3 – É HORA DE AGIR

Depois de ter clareza sobre seus objetivos e de criar um planejamento que possa lhe ser útil e direcionador é hora de agir. Toda hora é um ótimo momento para começar, mas sem procrastinação, nem autossabotagem.

Ao mesmo tempo, entenda a sua realidade e o que pode acontecer para evitar altas expectativas. Se você não se arriscar, não vai saber.

4 – DEVAGAR E SEMPRE

Para evitar que o medo tome conta dos seus pensamentos quando começar a agir, vá com calma. Primeiro um passo, depois o outro.

Se você está no ponto A e deseja chegar ao ponto Z é preciso ter em mente que atravessar todos os processos será necessário.

Não tem como fugir disso. Podem surgir problemas no meio do percurso? Sim, mas desesperar-se não vai adiantar. Tão pouco fugir das etapas.

Tudo virá com o passar do tempo, de modo gradual. Use metas tangíveis para chegar no ponto em que deseja e não desista.

4 – USE O MEDO COMO UM PROFESSOR

Tudo nessa vida traz ensinamentos e muitos aprendizados. Quando o medo te visita, você pode escolher se deixar levar por um sentimento ansioso ou encarar a sua realidade – e ainda modificá-la para melhor.

Use o medo a seu favor, como uma forma de desafio. Crie motivação suficiente para não se deixar ser abatido. “Se der medo, vai com medo mesmo”, alguém já disse.

Superar o receio que surge diante das mudanças faz com que você conquiste resultados positivos em todos os âmbitos da sua vida.

Se você deseja modificar sua realidade profissional e pessoal, e quer iniciar um plano prático e definitivo para obter mais resultados em sua carreira e na sua vida, conte com o auxílio de especialistas que acreditam e ajudam a promover um novo olhar sobre o mundo dos negócios e das carreiras.

Está passando por um processo de mudanças e precisa de ajuda? Entre em contato conosco e descubra ferramentas incríveis para te auxiliar nesse processo.